Hey, Yuuko!
d3sc0ntr0l3

Conheça o Arduino para dar seus primeiros passos no universo da eletrônica!

Saudações a todos,

Quem nunca viu aqueles filmes, animações e jogos de ação e cyberpunks como Megaman, Medabots, Cyborg 009, Evangelion, Power Rangers, Astro Boy, Gundam, Gurren Lagann, Projeto Zeta, Megas XLR, Matrix, Metal Slug, Robotic;Notes, Beast Machines, Sakura Wars, Robocop, Transformers, Shadowrun, Borderlands, Transistor, Half-Life, Portal, Far Cry, Blood Dragon, etc. e por alguns instantes desejou construir robôs com a mesma tecnologia ou controlá-los?! Nesta postagem, irei introduzir um caminho didático e casual para começar a colocar seus sonhos em prática!

Metal Slug Concept Art - 2

Um dia, você (e eu) chegaremos lá!

Primeiro, vamos às apresentações: O que é o Arduino?

Como descrito em seu próprio site, Arduino é uma plataforma open-source de prototipagem eletrônica que pode ser programada através de hardwares e softwares bastante intuitivos (que serão explicados mais adiante). Você pode fazer coisas simples, como acender e apagar um LED através de um botão, ou trabalhos complexos, como ligar e desligar motores e controlar processos industriais através de sensores e uma interface visual (amigável, de preferência!). Foi essa versatilidade, facilidade de manuseio e baixo custo que tornaram a plataforma tão famosa e querida entre engenheiros, professores e entusiastas.

O Hardware: A Placa

As placas Arduino são essas azulzinhas aí e possuem diversos tamanhos e formatos de acordo com os projetos e critérios dos desenvolvedores. O modelo mais utilizado por iniciantes é o Arduino UNO (o da foto) por ser o mais simples e mais barato. Ele pode ser adquirido em diversas lojas como Americanas, Submarino, Mercado Livre, etc. Por uma faixa de preço entre 50 e 100 reais. Outros sites como Laboratório de Garagem e Vida de Silício também oferecem “kits” que incluem sensores, resistores, botões, fios e a própria placa, além de tutoriais de pequenos projetos para aprendizado. Você também encontra mais informações técnicas (em inglês) na página do modelo!

O Software: O Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE)

É aqui onde você irá fazer a programação da sua placa (em linguagem C) e fará o upload do código para a mesma para que ela faça as operações. O compilador e o driver da placa podem ser baixados diretamente no site para os sistemas operacionais Windows, Linux e Mac.

before

A interface é bem simples: em void setup (), você programará os parâmetros iniciais do seu código, como entradas e saídas digitais e analógicas; em void loop () é onde a mágica acontece pois este trecho do código irá se repetir infinitas vezes e é aqui onde vamos escrever a parte principal do nosso programa; o botão  serve para fazer a compilação do seu código e apontar possíveis erros e alertas; e o botão  serve também para a compilação, mas principalmente enviar o código para sua placa Arduino através da conexão USB (se não houver erros, é claro).

Considerações Finais

Este post nos deu uma introdução da plataforma, mas não pensem que acaba por aqui: futuramente, pretendo criar mais conteúdo com pequenos tutoriais para explorar os recursos da nossa plaquinha e aprendermos a fazer coisas novas juntos. Da mesma forma, existem diversos tutoriais espalhados por websites, livros e canais no YouTube para quem estiver ansioso demais. Então, encerro esta matéria com este vídeo de aplicações do Arduino para vocês sonharem um pouco mais. Até a próxima! o/

Contribuíram pro listão do primeiro parágrafo: Bill Tinoco e Julio Santesso :v

cxgx

Sou um cara qualquer que gosta de bancar o observador do universo. Passo metade do tempo vivendo e a outra metade tentando entender o sentido da vida. Curto jogos, animes, pixelart, quebra-cabeças, sou aspirante a músico e acompanho o time do Flamengo nas horas vagas. Estou sentindo o cheiro do hepta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *