Hey, Yuuko!
Divã da Ruiva

SuSuColé 08 – Nunca apenas um mistério…

Em um lugar bem, bem distante, era manhã e Lucius se banhava na cachoeira.

Lucius achava que era o único mistério da floresta até se deparar com aquele ser majestoso da noite anterior. Será que tem outros? Será que há mais? Perdido nos pensamentos, saiu do banho, secou-se, vestiu-se, buscou na natureza seu alimento e voltou pra sua casa.

Durante todo o trajeto refletiu sobre tudo. Não lembro de como vim pra cá, nem se tem, de fato, algo lá fora. Não lembro de como consegui tudo que tenho. Pensei que eu fosse a única coisa misteriosa desse lugar mas não. Tem mais. Eu sou uma interrogação tal qual aquela criatura. Tem mais.

1

Lucius passou seu dia como qualquer outro. Realizou todos seus hábitos cotidianos até que resolveu caminhar um pouco. Colocar as ideias no lugar. Achava que o fim de tarde e uma sombra de árvore são parceiras, são feitas para se viver junto. Julgou ser o melhor lugar para colocar as ideias no lugar.

Resolveu ir até uma árvore que lhe possibilitava estar em sua sombra e olhar as profundas águas lá do alto pois achou que ali reencontraria a serenidade que precisava .

Lucius olhou as flores do caminho, olhou pro verde e sentiu que ambos estavam diferentes. Tristes? Parou então para passar as mãos na flora e demonstrar compaixão. Seguiu seu caminho e cada passo que dava em direção a seu destino, o ar parecia mais embriagador. Lucius pensou que a criatura da noite anterior e os pensamentos da manhã estavam mexendo com sua mente e resolveu ignorar essa sensação e seguiu.

Dez passos. Exatamente dez passos. Caminhou mais dez passos e ficou completamente imóvel.

Tem mais.

2

Completamente imóvel. Até o tempo se perdeu na contagem. 

Quando voltou a si, tentou ir até aquela outra criatura que parecia tão pensativa, mas a mesma notou a presença de Lucius e, assim como a criatura da noite anterior, foi embora com a rapidez que seus olhos humanos não conseguiram acompanhar.

Lucius foi até onde a nova criatura estava, sentou no mesmo lugar onde estava e decidiu ficar ali. Ficou até o anoitecer imerso numa atmosfera mágica. Sentia-se bem.

A caminhada de volta foi diferente de como foi para ali mais cedo. Estava perturbadoramente sereno. A natureza parecia estar da mesma forma.

Chegou em frente a sua casa, sentou-se no chão e olhou para aquele céu estrelado.

Lucius era realmente um grande admirador do anoitecer.

3

Eu sou uma interrogação tal qual aquela criatura da noite de ontem, agora tal qual a criatura do nascer da noite. Tem mais. Tem mais.

SuSu

SuSu é uma versão mais louca, criativa e carinhosa de Suellen MB. Tem seu próprio universo e passa mais tempo nele que na Terra. Se encontrou expondo verbalmente suas ideias e projetos para pessoas interessadas. Faz bicos em estúdio de rádio e também elabora roteiros, poemas e músicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *