Hey, Yuuko!
Divã da Ruiva

SuSuColé 09 – Sempre tem mais…

Em um lugar bem, bem distante, era manhã e Lucius estava deitado em sua cama, com o olhar lá no alto. Lucius não dormiu.

Lucius já tinha em mente que não era o único mistério da floresta. Será que tem outros além do unicórnio e da fada? Será que há mais deles? Será que há mais? Balançou a cabeça espantando os penamentos, levantou e foi banhar-se na cachoeira.

Tirou suas roupas e entrou na água em um só pulo. Mergulhou fundo e nadou. Nadou pra bem, bem mais longe que já tinha ido. De onde vem tanto folêgo? Humano algum teria o ar que ele estava tendo para se manter tanto tempo imerso, ainda mais longe da parte rasa.

Nadou mais e mais até que entendeu o motivo de sua natureza estar o levando para tão longe.

1

Observou a criatura de longe, mas não tão longe dessa vez. Diferente das vezes anteriores onde seu corpo traiu sua curiosidade e se manteve imóvel, no momento que viu a criatura nas águas, nadou para mais perto. Não saberia como agir ao certo quando chegasse perto, apenas nadava para perto.

Ao notar a proximidade de Lucius, a criatura pareceu se insinuar. Não trocaram olhares, Lucius nem mesmo conseguia ver seu rosto, mas o nadar da criatura era como um convite para a seguir. Ela foi até as sombras, até Lucius não conseguir mais enxergar nada.

Assim que Lucius a perdeu de vista, tomou consciência de quão fundo estava. Sentiu todo ar indo embora e, apesar de se sentir gradativamente fraco, nadou o mais rápido que podia até a superfície, então pôde respirar. Foi até a pedra mais mais próxima, jogou seu corpo e acabou desmaiando.

Lucius abriu os olhos e, ainda um tanto quanto inconsciente, sentiu as gotas de chuva no rosto. Ao levantar, sentiu-se bem por ter colocado suas roupas no galho de uma árvore bem grande e cheia que conseguiu conservar suas roupas secas, levemente umida pelo clima mas secas. Secou-se, vestiu-se, e voltou pra sua casa correndo, se protegendo com algumas folhas que a natureza lhe disponibilizou.

2

Quando entrou em casa, logo foi se alimentar. Sentia-se totalmente faminto e devorou metade das frutas que tinha em sua casa.

Será que cada dia encontrarei alguma criatura diferente? Qual motivo delas virem para cá do nada? Será que elas já estavam aqui e ainda não tínhamos nos conhecido? Tudo tá acontecendo tão rápido mas agora estou decidido a explorar isso. Sim, eu vou! Pensou até dormir.

Quando acordou, já era noite. Acho que nadar tanto me roubou forças. Olhou pela janela e viu uma linda noite, nem parecia que tinha caído tanta chuva.

Lucius era realmente um grande admirador do anoitecer.

3

Lucius saiu de casa para caminhar, mas dessa vez não pra refletir sobre o que estava havendo, nem tentar esquecer tudo. Longe disso! Lucius foi atrás dos seus semelhantes. Lucius foi atrás dos outros mistérios.

Vou descobrir o que tá acontecendo aqui. Ah! Eu vou

SuSu

SuSu é uma versão mais louca, criativa e carinhosa de Suellen MB. Tem seu próprio universo e passa mais tempo nele que na Terra. Se encontrou expondo verbalmente suas ideias e projetos para pessoas interessadas. Faz bicos em estúdio de rádio e também elabora roteiros, poemas e músicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *