Hey, Yuuko!
d3sc0ntr0l3 Games

Fazendo um bom deck de Hearthstone com suas próprias mãos

Saudações a todos,

No post de hoje, eu irei dar algumas dicas e até dar um incentivo para jogadores inexperientes baseado em tutoriais que vi na internet e a humilde experiência que tenho com outros jogos de cartas.

Vou ser sincero: Eu não sou um expert de Hearthstone. Jogo há apenas um ano e se eu cheguei no level 18 nas ranqueadas, foi muito. Porém, eu sou um observador e venho acompanhando bastante streaming de partidas e discussões sobre potenciais decks do meta. Sempre tem aqueles decks prontos que prometem te levar ao top 10 em poucos dias, mas esse não é o foco desta matéria. Aqui, gostaria de discutir sobre como construir um bom deck do zero usando os recursos que nós temos pois nem todo mundo tem condições de criar a bagatela de cards épicos e lendários que os competidores costumam usar. É uma virtude que você irá precisar muito conforme você se aprofunda no jogo, novas cartas surgem e, consequentemente, novas estratégias são criadas. Portanto, mãos à obra!

Como você se vê ganhando a partida?

Antes de mais nada, precisamos ter em mente como nós iremos alcançar a condição de vitória. Geralmente, há dois estilos clássicos de decks:

  • Aggro: Porrada nua e crua. Aqui, você enche o campo com lacaios focando atacar o adversário e quase sempre ignorando os lacaios que o oponente joga, ao mesmo tempo em que procura buffa-los para deixa-los ainda mais fortes para terminar a partida o quanto antes. Vitória na certa se seu oponente não tiver resposta a altura nos primeiros turnos. Entretanto, se a partida se estender muito, você poderá ficar sem reação e deixará o oponente aberto para um contra-ataque;
  • Controle: Você manda no tabuleiro. Aqui, você segura a partida impedindo o oponente de executar sua estratégia destruindo seus lacaios, congelando-os, silenciando-os, devolvendo-os pra mão dele, anulando seus feitiços, etc. Com isso, você pode atacar aos poucos e lentamente chegar à vitória ou executar um combo e causar uma altíssima quantidade de dano de uma vez, surpreendendo o adversário. É um deck que demora para se desenvolver. Portanto, requer mais paciência do jogador para chegar ao resultado esperado.

Então, pense bem em como você quer vencer a disputa ou com qual estilo você mais se encaixa. Após pensar com calma, vamos escolher uma classe!

Escolha um herói/uma classe que vá de encontro às suas intenções:

Hearthstone Screenshot 08-10-16 09.42.00

Conforme novas expansões e aventuras são lançadas, as classes foram perdendo suas limitações em um tipo específico de deck. Entretanto, algumas características sempre irão reinar devido aos cards básicos e clássicos exclusivos que eles possuem:

  • Maga: Feitiços de congelamento, dano em área, dano direto e segredos poderosíssimos comparados aos de outras classes. Ideal para iniciantes;
  • Caçador: Vá à caça eliminando lacaios inimigos, preparando armadilhas (segredos) e desferindo outros feitiços ofensivos. Pra quem gosta de decks tribais, há lacaios do tipo fera com combos interessantes nessa classe;
  • Guerreiro: Construa uma armadura poderosa, faça uma boa retranca com seus lacaios e aguente toda a porrada que puder. Quando a hora chegar, aumente o poder de seus lacaios e ataque com tudo!
  • Druida: Antecipe a chegada de lacaios e feitiços mais poderosos com feitiços e poderes que aumentam a quantidade de mana disponível. Com feitiços que te dão a opção de escolher mais de um efeito, é a classe mais versátil do jogo. Com as recentes expansões, o Druida também vem se tornando um bom concorrente para o Caçador em decks de feras;
  • Xamã: Evoque lacaios e jogue feitiços poderosíssimos com baixo custo, mas sob pena de sobrecarga (reduz a quantidade de mana disponível no turno seguinte). Entretanto, se souber usá-los na hora certa, você nem sentirá a diferença e poderá abrir uma grande vantagem sob os adversários. Se quiser ser ainda mais ofensivo, você tem a opção de conceder Fúria dos Ventos a um lacaio, permitindo-o atacar duas vezes em um turno e causar estrago em dobro!
  • Sacerdote: Mantenha-se vivo com poderes de cura e administre sua presença de campo. É outra boa opção para iniciantes também pois aprendem a se manter por mais tempo em jogo. Ah, aproveite para roubar as cartas do deck adversário e usar suas próprias estratégias contra ele;
  • Paladino: Monte um exército, abençoe-os com feitiços que lhes concedem ataque e Escudo Divino (ignora o primeiro dano que receberem) e vá para a luta! Para te auxiliar, você também pode contar com poderosas armas, alguns efeitos de cura e segredos de baixo custo;
  • Ladina: Ataque pelas sombras e vá se livrando dos lacaios inimigos um por um. Assim como o Guerreiro, você irá fazer muitos combos aqui para causar dano ainda mais alto e instantâneo. A diferença é que, enquanto o Guerreiro colocará a cara à tapa, você terá que agir com cautela pois a Ladina não dispõe da armadura que o Guerreiro tem. Ah, e não se esqueça de afiar a sua arma!
  • Bruxo: Assim como o Xamã, jogue cartas poderosas e de baixo custo de mana, mas elas também podem conter algum efeito negativo, como descartar uma carta ou perder uma certa quantia de vida. É uma classe poderosa, mas tome cuidado pra não se afogar no próprio poder!

Com isso, dou uma breve resumida no leque de opções que cada classe te proporciona. Agora, confira seu acervo de cartas e vamos ver o que podemos fazer com ele!

Agora sim, vamos montar um deck!

maxresdefault

É aqui que o trabalho de verdade começa, mas vamos com calma: Não adianta abrir o álbum e sair enfiando cartas teoricamente poderosas se não há sinergia alguma entre elas. Seu deck irá conter apenas 30 cartas, o que é bastante limitado. Portanto, cada carta que você colocar precisa ter uma grande importância na estratégia. Não adianta ostentar todas as suas cartas douradas e/ou lendárias se elas não trabalham juntas. Com isso, separei alguns tópicos para nos guiarmos nesse processo:

  • A Curva de Mana do Deck: O que isso quer dizer? Se você colocar somente cartas de custo alto, talvez você precise esperar muitos turnos até conseguir fazer alguma coisa e, até lá, seu oponente já pode ter dominado a partida e será impossível pará-lo. Por outro lado, colocar somente cartas de custo baixo irá te dar uma certa vantagem no início do jogo, mas nos turnos finais você poderá ficar com a mão vazia e/ou sem reação contra lacaios maiores e mais fortes e seu adversário irá com certeza virar o jogo. Resumindo: Todo deck tem foco em garantir a vitória em uma certa etapa da partida (os famosos early, mid e late game), mas monte-o de forma que você tenha o que fazer em todas elas!
  • As Cartas Essenciais do Deck: Analisou bem? Pensou em uma estratégia? Pensou em um combo legal? Comecemos adicionando essas cartas ao deck. Instintivamente, nós não pensamos duas vezes e imediatamente colocamos duas cópias dessas cartas no deck, mas vamos com calma: não se esqueça de que só podemos colocar 30 cartas aqui. Pôr duas cópias de cada carta logo na etapa inicial pode nos deixar sem espaço para colocar outras cartas nas etapas posteriores. Então, vamos fazer assim: por enquanto, coloquemos apenas uma cópia de cada carta. Se sobrar espaço nos passos finais, podemos considerar colocar uma cópia adicional delas. Beleza?
  • As Cartas de Classe: Outro momento de afobação aqui: instintivamente, também não pensamos duas vezes ao sair colocando todas as cartas boas da classe. Sim, cartas básicas de classes são bem poderosas, mas nem todas elas irão se encaixar perfeitamente na sua estratégia de combate. Portanto coloquemos apenas aquelas que irão, de fato, servir para o nosso deck, sejam cards de buff, limpeza de campo, dano massivo, etc;
  • Os Lacaios: Temos a base do deck praticamente pronta. Então, hora de colocar lacaios que façam um bom serviço. Por exemplo, se você quer ter domínio de campo logo no início, pegue lacaios com baixo custo e/ou que evoquem lacaios adicionais de certa forma; quer acelerar seu jogo para seu combo vir mais rápido, considere lacaios que nos permita comprar mais cartas; quer jogar mais retrancado para vencer o jogo na etapa final, coloque alguns lacaios com Provocar, etc;
  • Finalizando o Deck: Com o deck em si quase pronto, hora de fazer os acabamentos. Notou que seu deck é fraco contra uma específica jogada (limpeza de campo, por exemplo), coloque algo que dê maior sobrevida aos seus lacaios; alguma carta é realmente importante para sua estratégia? Coloque uma cópia adicional dela e por aí vai.

Com esses passos, nós completamos nosso deck. Agora, vamos para a parte mais divertida: testá-lo!

Seu deck está pronto. Agora, jogue com ele!

Hearthstone Screenshot 08-10-16 09.42.54

  • Estude as Classes e saiba jogar COM e CONTRA elas: Tudo bem, você não é obrigado a jogar com todas as classes do jogo e nada te impede de jogar só com sua classe favorita, mas em um jogo de estratégia, é sempre bom saber como todas as classes funcionam para estar preparado para o que pode vir contra você e dar uma resposta à altura;
  • Em muitas partidas, a mão inicial pode decidir quem vai ganhar a partida: Analise bem o seu deck e veja o que você gostaria de ter na sua mão inicial, ou o que você não gostaria de ter, seja sendo o primeiro a jogar ou o segundo. Dependendo da classe e possíveis estilos de deck que você for jogar contra, você vai querer uma resposta imediata às jogadas do adversário;
  • Não se iluda: você irá perder MUITAS partidas até acertar o ponto do seu deck. É assim que o processo experimental e de tentativa e erro funciona: é algo completamente novo que precisa ser lapidado. Então, você terá que jogar bastante para saber suas fraquezas e como melhorá-las. Pode ser que algumas cartas não estejam fazendo bem o papel delas ou até mesmo seu combo possui algumas falhas que o impedem de funcionar corretamente. Continue jogando, refinando seu deck, obtenha pacotes com novas cartas e melhore sua estratégia, ou crie uma nova. Faz parte!

Dicas Finais

hearthstone_blackrock_mountain1

  • Não desencante uma carta de primeira: ela pode ser fraca na primeira impressão, mas não se esqueça de que o meta do jogo sempre se modifica conforme novos lançamentos acontecem. Portanto, aquela carta deixada de lado por um tempo pode voltar a ver a luz do sol se ela se encaixar nas novas estratégias criadas a cada expansão, e você vai querer ter essa carta nessa hora!
  • Fique por dentro de novos lançamentos: de meses em meses, a Blizzard lança conteúdo novo para o jogo, pode ser uma expansão ou uma aventura. Então, quando algo for anunciado, já vá preparando o gold para não ficar para trás. Inclusive, uma nova aventura será lançada nesta semana (11/08)!

Isso encerra meu pequeno guia para dar uma noção sobre o que Hearthstone (e outros Trading Card Games) te proporciona. Se quiserem saber mais, podem usar este site (em inglês) como base da mesma forma que usei. Ele até trabalha com exemplos para quem quer ter noção de algumas jogadas boas.

Por hoje é só. Agora, vão jogar e fazer suas missões diárias! Abração do CxGx! o/

cxgx

Sou um cara qualquer que gosta de bancar o observador do universo. Passo metade do tempo vivendo e a outra metade tentando entender o sentido da vida. Curto jogos, animes, pixelart, quebra-cabeças, sou aspirante a músico e acompanho o time do Flamengo nas horas vagas. Estou sentindo o cheiro do hepta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *