Hey, Yuuko!
Games

Hey Yuuko! entrevista PiBr, CEO da Brasil Gaming House

Hey Yuuko! entrevista PiBr, CEO da Brasil Gaming House

No último final de semana a equipe brasileira, Brasil Gaming House disputou a Alienware Monthly Melee: March, nos dias 18 e 19. No primeiro dia de competição a equipe brasileira infelizmente não conseguiu nenhuma vitória. No segundo dia, nos playoffs a equipe se saiu melhor em cima da equipe coreana, RunAway, vencendo por 2×1. Mas no segundo confronto, contra a Immortals a equipe acabou perdendo por 2×0 e sendo eliminada da competição.

Para falar não só da competição, mas do futuro da equipe e da comunidade de fãs brasileiros de Overwatch, a equipe do Hey Yuuko! entrevistou o Filipe “PiBr” Maruyama, CEO da BGH. Segue na íntegra a entrevista:

HY: O que você achou do desempenho da equipe na competição?
PiBr: Estou satisfeito com o que vi, dada as condições do momento. Os meninos deram o sangue para representar o Brasil e a organização. Porém, é complicado avaliar apenas o desempenho técnico, devemos lembrar que o time havia acabado de sofrer mudanças e tiveram menos de 3 dias para treinar. Isso ficou evidente em alguns erros cometidos durante as partidas e tratando-se da qualidade dos times presentes no campeonato, isso não poderia acontecer, pois eles sabem castigar nossos erros! Mas avaliando no contexto geral e todos os fatores envolvidos, OS MENINOS ESTÃO DE PARABÉNS! Ganharam o jogo que PRECISAVAM ter ganho e fizeram bonito a ponto de sermos respeitados e reconhecidos pelas outras equipes.

HY: Qual foi a maior dificuldade da equipe?
PiBr: Houve um conjunto de dificuldades que nos impediram de ter o melhor desempenho que poderíamos apresentar. Um deles foi o ping fora do NA, eles variaram entre 160 e 250. Outro foi o curtíssimo espaço de tempo que o time teve para treinar com o novo membro (Murizzz), foi possível treinar apenas duas comps antes do torneio. Mas a principal dificuldade foi o fato de que o time não estava em ritmo de treino para o “estilo gringo”, até recentemente o foco estava no torneio Old Spice. Mas garanto à todos que o time está comprometido com os treinos e focado na adaptação do novo jogador e no aperfeiçoamento da teamplay, visando resultados ainda mais positivos em um próximo evento.

HY: Vocês já sabem qual será a próxima competição da Brasil Gaming House?
PiBr: Ainda não posso divulgar dados específicos, mas 8 times brasileiros já foram invitados para um torneio de grande visibilidade, incluindo nossas duas line-ups: BGH e BGH.Red. Se tudo der certo entre a organizadora do evento e a Blizzard, teremos o anúncio MUITO em breve.

HY: Fale um pouco sobre a Brasil Gaming House Red.
PiBr: As negociações com os membros da BGH.Red estavam sendo feitas a mais de 3 meses, quando fui apresentado ao TxoziN (atual capitão do time), como não estava inserido na comunidade competitiva de OW, dei autonomia para ele de formar a equipe que quisesse ficando sob minha responsabilidade, apenas, avaliar o time em termos de caráter individual, comprometimento e qualidade técnica.
Foi um período bem complicado, especialmente ao TxoziN que ficou com a responsabilidade de selecionar, recrutar e fazer os cortes que fossem necessários. E apesar da sua idade, admiro muito a maturidade e o comprometimento do jogador com a organização. Alguns problemas surgiram nas negociações. Tivemos a saída do Jhein, um ótimo jogador que já era um membro praticamente certo na equipe mas saiu para seguir carreira em uma Gaming House no Chile e também a saída do Stylo, que não pode continuar na equipe por motivos pessoais. Jogadores que admiro muito e que podem contar com a BGH durante suas jornadas como profissionais e como amigos. Problemas e imprevistos fazem parte do dia a dia de qualquer empresa, no caso da BGH.Red não foi diferente. Mas acredito que neste caso, os problemas serviram para nos incentivar mais e formar uma EXCELENTE equipe, tenho certeza do potencial dos meninos para bater de frente com todos os outros times do cenário, inclusive a LINE-UP da BGH.

HY: O que você achou da participação da comunidade brasileira nas redes sociais?
PiBr: É IMPOSSÍVEL expressar todo meu sentimento com palavras. Foi simplesmente MARAVILHOSO ver a comunidade reunida e vibrando com as #OverwatchBrazil e #GOBGH. A participação da comunidade foi muito importante para apoiar o time. Mais que isso, acredito que a campanha tenha atingido os objetivos de chamar a atenção dos organizadores de eventos, patrocinadores e investidores. Mostrando ao cenário MUNDIAL de Overwatch que o Brasil é sim expressivo, que somos unidos e que merecemos sua atenção. Vejo muitos frutos surgindo em breve como resultado dessa iniciativa da comunidade, acredito em uma maior atenção por parte da Blizzard sob a comunidade BR de Overwatch. Que grandes torneios nacionais acontecerão com mais frequência, campeonatos gringos invitando times brasileiros, maior interesse por parte dos patrocinadores e crescimento das organizações. Além de outras conquistas que somadas, elevarão o nível do cenário competitivo brasileiro e tornará ainda mais divertido acompanhar os jogos! Espero que nossa comunidade formadora de opiniões, sites, youtubers, casters, blogs, organizações e etc., continuem unidos e que todos entendam a importância do engajamento do público casual para o crescimento do cenário, são eles que geram valor à toda a cadeia profissional de E-Sports e que podem, DE FATO, mudar nosso cenário.

HY: Você tem alguma mensagem para a legião de fãs de Overwatch no Brasil?
PiBr: Independente de como você expressa sua paixão pelo jogo, seja você um jogador casual ou competitivo, seja um expectador de streamings, seja produzindo de conteúdo, ou mesmo um caster. O crescimento do cenário brasileiro depende de vocês, sua presença nas streamings, seu esforço em divulgar/compartilhar um novo torneio, sua participação nas redes sociais e etc. São coisas simples de fazer, mas que tornará possível a evolução que todos esperamos. Mais visibilidade, mais torneios, maiores investimentos, crescimento das organizações, e por fim, MAIS PARTIDAS EMOCIONANTES!

Isaque Faverani

Isaque Faverani é um alquimista do plano de Ravnica. O seu cérebro é um turbilhão de ideias e informações, devido a sua mana de cor azul incontrolável. Por isso, ele mergulha irracionalmente em diversos conteúdos da cultura pop. Apesar de seus problemas com sua concentração, ultimamente está focado em games, animes, séries e quadrinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *