Hey, Yuuko!
Sem categoria

As simples coisas da vida

Boa noite (ou madrugada, no caso), queridos e queridas!
Antes de começar o post, gostaria de dizer que no final dele terá alguns avisos sobre algumas coisas que começarei a fazer no blog em relação as postagens. E o feedback é sempre bem-vindo, com isso gostaria que  lessem com carinho.

 Quarta passei um dia maravilhoso com meu “Pitoco”, apelido que dou carinhosamente ao meu namorado por ser baixinho. Não que os outros dias não foram maravilhosos mas quatro anos de relacionamento é algo um tanto complicado na sociedade atual em que qualquer tipo de probleminha é motivo para desistir de um relacionamento ao invés de resolve-lo. E como são quatro anos, segue uma tradição nossa de comemorar fazendo algo que amamos: comer.
Parace bobo, não é? Tirando pelo fato de que é uma paixão incondicional minha e que ele gosta demais um bom restaurante japonês (com uma boa promoção, o que nem sempre é fácil, mas conseguimos.) muitos acham bobo apreciar pequenas coisas, gestos na vida. Pegar um cardápio e olhar todo o tipo de comida que você nunca experimentou combinando em juntos explorar essas delícias realmente parece muito bobo. O sabor de descobrir algo diferente com quem nós amamos é incrível, vá por mim. Enquanto o mundo preza por coisas caras, gestos e atitudes, muitas vezes materiais para pressionar alguém, sou do time que não importa aonde e como, as simples coisas da vida geram mais satisfação conjunta e valor do que qualquer outra coisa. Risos, caretas, aprovações, até mesmo limpar o outro com guardanapo, geram uma alegria sem igual.
 Em um mundo onde vivemos as falsas vidas nas redes sociais, onde ostentar é sinônimo de felicidade, alegria plena e “necessidade” para falsos holofotes da vida alheia, esses pequenos gestos e valores se perdem. Não é errado mostrar o quanto está feliz porque você conseguiu viajar para um país que você sonhava conhecer, mas sim fazendo por puro capricho, para se aparecer, colocando acima de sentimentos, de pessoas, de sua própria vida como se aquilo fosse o seu ápice e o seu “eu falso” para se mostrar para os outros. Buscam coisas grandiosas para si, como uma experiência nova e reflexão ou para mostrar os outros e conseguir uma “vantagem” em cima da vida alheia, muitas vezes sem mesmo curtir aquilo tudo? Fama? Tem pessoas famosas  que se tornaram famosas pelo seu trabalho reconhecido e são muito sinceras. Fazem por amor e não para obter status entre outros seres humanos. (Tem gente que irá indagar isso).
Naquele dia, como em outros, me senti a mulher mais realizada no mundo por ter conseguido experimentar coisas junto com ele mais uma vez. Novos sabores e aromas que nunca senti antes por sempre querer o mesmo. Uma conversa agradável, mesmo que com o sol do Rio, na Baixada, lugar que é ignorado pelo Estado, nos castigando como de costume pela janela. Observar as crianças felizes abraçando a mãe, um casal de mãos dadas olhando com ternura enquanto voltam do almoço de trabalho, até mesmo o senhor de idade bem estiloso curtindo aquele som. Coisas interessantes que perdemos de vista presos a egos que nada trás de benefício para o nosso ser. 
Parece engraçado, mas quando você trabalha com conteúdo de nicho, com entretenimento é difícil muita das vezes explorar esses pequenos prazeres da vida por conta de demanda e da correria no qual temos que lidar a todo instante nesse mundo maravilhoso aos nossos olhos. Por isso eu prezo com carinho cada palavra, cada abraço, cada minuto com pessoas queridas, desconhecidas e que ainda estou para conhecer, Deus sabe onde.
Então, você que está neste exato momento lendo esse singelo texto, olhe para o seu lado e veja quem está aí. Pode ser seu pai, sua mãe, seus irmãos, seus avós, seu namorado ou seu animal de estimação. Olhe para eles e tire um tempo para fazer algo novo com eles ou acaricia-los. Combinem coisas juntas, pode ser bobo como um filme anos 80 que vocês curtem e uma pipoquinha, mas será especial. Viva intensamente as pequenas coisas da vida, não deixe que as grandes te engulam.
Quero agradecer pelos comentários nos últimos posts. Saber que meus momentos reflexivos tocam as pessoas e compartilhar experiências pessoais é algo gratificante. O recado que queria dar é que irei começar outros tipos de postagens como planejado: cultura, dicas (ou d.i.y.), resenhas de livros, animes e hqs (sendo com youtube ou não). Vocês acham bacana intercalar semanalmente ou quinzenalmente esses tipos de postagem? Pensei em ensinar a fazer uma estampa de camiseta baseada em World of Warcraft e o anúncio explosivo do momento. Como disse, passar o que conheço, o que sei com pessoas queridas como vocês.
Provavelmente essa semana já sai um post do tipo, desde já agradeço o carinho. Obrigada pelos pequenos gestos e palavras pelos comentários. <3
Yuuko Kitsune

Yuuko Kitsune é uma elfa paladina viciada em comida japonesa. Amante de diversas culturas antigas e entusiasta da cultura pop, em especial a oriental. Dentre Quadrinhos, Livros e Desenhos, é uma bem chata em suas escolhas pessoais no que envolve jogos.

Comments

  1. MULHER ME ABRAÇA PORQUE EU NÃO PODERIA CONCORDAR MAIS COM VOCÊ <3333333333

    Gente, sua pessoinha falou tudo o que tinha que falar, largou a real para esse povo que fica postando centenas de fotos no facebook, conversa com não sei quantas pessoas, mas que no final tudo não passa de superficialidade!

    Enfim, eu sou do tipo que quanto mais simples o momento mais precioso ele é! Aliás, minhas melhores lembranças são justamente de coisas simples e até mesmo meio bobinhas! Por exemplo: Quando eu tinha meus 6 anos de idade pedia para o meu pai brincar de barbie comigo, entretanto ao invés do homem brincar bonitinho ele ficava atirando na minha cara meus ursinhos de pelúcia e ainda gritava "Ataque do Pikachu!" Na época eu ficava muito puta! Mas, agora é uma lembrança que guardo com muito carinho (e sempre acabo rindo disso quando me lembro XD).

    As pessoas ultimamente vivem correndo, ou por causa do trabalho, ou por causa de algum compromisso ou por causa de algum problema e quando finalmente conseguem parar para conversar com alguém ou se reunir acabam ficando no celular ¬¬'''''' Afffzzz, se é para essa pessoa ficar ao seu lado digitando no celular sem olhar para você, então que ela nem se dê ao trabalho de sair de casa para se encontrar! Cara, ontem teve churrasco lá no meu vô e tipo, estavam lá os meus primos, entretanto foi muito bom, pois ninguém ficou grudado no celular, todos ficaram lá conversando de boas sobre coisinhas bobas, como filmes, animes, aliás, eu fiquei torturando o meu primo com yaoi e com No.6 <3. A comemoração de dia dos pais, foi super simples, entretanto foi muito gostosa, pois todos estavam lá, conversando, brincando e aproveitando o dia de sol <3

    Como você disse, tudo bem a pessoa ir e comemorar sobre as suas conquistas, desde bens materiais, até viagens ou relacionamentos, afinal quando estamos felizes sempre queremos mostrar isso para todo mundo. Porém, sempre tem aquele "narizinho em pé" que fica se achando a soberaníssem em pessoa ¬¬''' O pior de tudo, é quando essas pessoas não tem absolutamente nada e ainda assim pagam uma de gente rica e famosa ¬¬''' Na minha escola fundamental PÚBLICA, tinham umas patricinhas que se achavam as "ricas", porém estudavam onde!? Numa escolinha pública. Se elas realmente fossem ricas como se diziam, estariam estudando nas melhores escolas particulares da cidade. (nada contra colégios públicos, eu mesma estudei em uma escola pública muito forte, entretanto a minha escola do fundamental era meio fraquinha).

    Sinceramente, cê tem coisa que deixa o meu humor maravilhoso é um dia quentinho de sol e chocolate <33333333 São coisas que me deixam 120% feliz *u* (se colocar um ventinho no meio e um mar, então nossa! Me sinto mais feliz do que seme pegando a bunda de seu uke!).

    Enfim, vou ficando por aqui

    Kiss

    P.s: Parabéns pelos quatro anos de namoro <33333333333 Continuem assim eternamente XD

  2. Oiiiiiii tudo bem?? ♡

    Bom, tenho orgulho de dizer que sou do seu time haha.
    As simples coisas da vida, sao as melhores para mim. Adoro cada beleza única das flores, adoro o jeito que as ondas do mar vem até mim, as vezes me derrubando, as vezes me deixando serena enquanto me banho na sua salgada agua.
    Eu ainda gosto tantoooo de cartas, todas as que recebi nos meus 15 anos ainda as guardo em uma caixinha escrita Scrapbook hahaha. É simplesmente algo que nao troco por mil textinhos no celular apenas copiado e colado de outro lugar, sem ter que colocar o seu cheiro ali, sem colocar a sua marca num papel que antes, estava branco e sem vida..
    Gosto quando alguem me abraça, mesmo morrendo de vergonha, me sinto importante para alguém.
    Uma coisa que não gosto é que, algumas pessoas gostam de me julgar e não é legal.
    O meu pai tem um comercio, razoavel. Que dá para nos sustentar. Por conta disso, posso pegar qualquer coisa nele. Então, algumas pessoas me rotulam "rica" e dizem que, recebo tudo na maior facilidade e que não tenho uma vida melhor que as das outras pq nao sei "viver", já que so fico em casa no meu quarto com "as coisas que são caras" HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH. A unica coisa cara q tenho no meu quarto é uma impressora, um notebook (e olhe lá pq ele já é usado quando comprou) e um celular que trava mais que minha vida -q
    Por conta desse rotulo, eles acham que faço parte dos "ricos bestinhas" da sociedade, mas tenho consciencia de dizer que, o que sou na sociedade é nada mais que uma poeta que admira a grande beleza da natureza e os simples prazer da vida.
    Enquanto isso, existe pessoas que não tem condições mas se forçam e querem ter pq acham que seu ego ou sua popularidade irá aumentar por conta de seus pertences.
    Mas claro, todos sabemos que nao é assim, ne? Tenho muuuuuuuitas amizades, e as unicas coisas que elas me pedem é um abraço ou uma ajuda, o resto é só diversão e conversas bobas como minha fala de criancinha ahahahhahahaha

    Nossa, desculpa, me empolguei demais. Pude relacionar (ou nao) um pouco sobre as pessoas que sabem olhar a simplicidade das coisas mas, são rotuladas na maioria das vezes por algo errado, que nem mesmo são.
    Adorei o post!! Feliz quatrooo anos de namorooo *—* espero que passem muitos e muitos anos juntos.
    Espero um dia ter algum namorado tambem hahahaahha mas isso é tao complicado, minha nossa ><

    Beijos!
    http://blogimaginantes.blogspot.com.br/

  3. Parabéns pelo post, as pessoas tem que aprender a apreciar mais a vida, cada momento é único e especial

  4. Olá, Yuuko-chan~~
    PARABÉNS, TU ACABOU DE DAR UM CHUTE COM TAPA NA CARA BÔNUS DE QUEM FICA FAZENDO CENA PRA GANHAR FAMA E SE MOSTRAR *palmas*
    Eu gosto de aproveitar os momentos que passo com as meus amigos e com a minha mãe, já que passo maior parte do tempo com eles xD fico feliz a cada dia que converso com cada um, por mais simples que a conversa seja, me sinto bem com as pessoas queridas (avá) <3 afinal, de que adianta ganhar fama, se mostrar, sendo que isso não te deixa feliz por tanto tempo quanto as coisas simples te deixam?

    PS.: Gomen o comentário pequeno, não sou muito boa em escrever essas coisas xD
    PS².: Parabéns pelos quatro anos de namoro, felicidades pra vocês dois ><
    PS³: Etto… escolha, talvez possa fazer sem horário (?), só na hora que quiser postar, talvez se sinta mais livre! Mas enfim, é sua escolha, só dei um palpite xD
    PS4.: <- tá muito caro (DESCULPA, NÃO RESISTI -q)

    ~~chu
    just-neko.blogspot.com.br

  5. Ah, sim, o layout do teu blog É MUITO DIWOOO (com w, que significa dois v's que significa que é divo em dose dupla!) E TU ESCREVE MUITO BEM, GURIA <3

  6. Oi Yuuko 🙂 Primeiramente, obrigada pela visitinha no Hishoku!
    Acho que você escreve sobre um tema muito necessário de se discutir hoje em dia. Particularmente, acho que mais do que ser engolido pelas "grandes coisas", as pessoas estão muito preocupadas com seu mundinho próprios (e seus celulares, por exemplo) pra olhar o mundo 'de fora' em sua simplicidade. O que é uma pena, não é? Afinal, o ser humano foi sempre pensado como "o bicho que precisa viver em sociedade", mas nos últimos tempos venho me questionando se ainda sabe-se viver e, mais importante, CONVIVER em sociedade D:
    Fico feliz de saber que temos algumas pessoas que ainda se permitem olhar essas coisas pequenas e contemplar a simplicidade 🙂
    Sobre os outros tipos de post, eu acho que mais do que tudo você deve postar o que sentir vontade de postar, o que gosta e o que te faz sentir bem com seu blog 🙂

    Beijo :*
    Shana|Hishoku no Sora

  7. Ah Yuuko, esses seus textos. Algumas vezes me chegam lágrimas nos olhos, lembrando do tempo que essa coisa de computador, beleza, desafio da vida não era tão importante. Era aquilo que a gente chama de nostalgia sabe. Eu tinha passado num blog alguns minutos atrás e eu percebi que sinto que algumas coisas na vida da gente muda, e só resta a lembrança do passado, eu lembro do tempo que eu jogava SNES junto com as minhas primas, que hoje mudaram tanto e não nos conversamos mais. Me lembro de chegar dias mágicos que eu fazia as árvores do meu quintal falarem sabe? (Eu pegava um galho ao meu alcance e eu fazia uma boca com ele, a vítima sempre era a árvore de carambola, depois eu jogava água com a mangueira como se fosse agradecimento.) E de tarde, nossa, cheirava cravo a minha casa, e eu sentava lá fora para ver a constelação ave-maria. (Que são as únicas que aparecem na idade.)

    Hoje eu olho um pouco para trás e agora eu penso, "Puxa, que aperto no coração!" Hoje eu quero me ascender para o meu topo, mas não quero deixar de viver as pequenas coisas felizes, aquelas coisinhas que você não vai tirar da sua memória, aquele fragmento de tempo gostoso e despreocupado da cabeça.
    Mas muitas vezes as críticas corroem a cabeça, o meio interfere muito, e modifica a gente. Tudo o que todos precisamos é de um pouco de amor.

    Mas a gente sabe né? A gente escolhe o que é bom e o que não é para gente.

    Novamente trazendo assuntos deliciosos de ler Yuuko! Obrigada!

    Yuuko, não sei se você responde tags, mas mesmo assim te indiquei lá no meu bloguito! Entendo se não quiser responder ^_^!

    ►Aqui, aqui: ♥♥!!

    Um grande e caloroso abraço!

  8. Opa, esqueci de comentar que gostaria muito de ver esses posts sortidos, principalmente de WoW, que não conheço muito!

  9. Keiko, minha fofura. Eu entendo perfeitamente esse sentimento. É algo que ao mesmo tempo é gostoso de se lembrar e pensar que, mesmo com o avanço da humanidade nos dias atuais, aquelas coisas faziam uma enorme diferença. Brincar no quintal, cuidar das bonecas, jogar video game até tarde (mas no fundo, dormia assim que batia o sono na frente da tv), fazia pipoca, barraquinha de lençol e tantas outras coisas parece que é um alimento mental gostoso que nos faz bem.
    Quanto mais o tempo passa, mais eu me agarro a nostalgia, sem deixar de receber o novo. Não perder a essência. <3

    Responderei a tag sim <3 Aliás, obrigada, porque de tanta coisa que preciso organizar antes para postar (como as matérias diversas que estou produzindo fora a faculdade) a tag será minha salvação <3 <3

    Essa semana parece que terei uma aliviada e visitarei o blog de todos com calma e comento <3 Perdão pela demora <3

    Outro grande e caloroso abraço para ti <3 .

  10. Você tocou em um ponto muito interessante que até pretendo trazer em um dos posts reflexivos uma coisa que meu professor na faculdade falou e realmente comecei a viajar nessa possibilidade: Os seres humanos estão se tornando esquizofrênicos e bipolares. Essa frase resume tudo sobre a questão de se o ser humano sabe conviver em sociedade. É bizarro, mas parece que a cada ano as coisas se tornam mais "insuportáveis" de certo modo. E tudo isso tá ligado ao que o ser humano está buscando ser engolido. Está ligado pelo fato de que o ser humano não sabe ter o controle de si mais.
    Farei <3 E com um enorme carinho <3. Estou preparando os outros posts de forma interessante e alguns deles ensinando a construir coisas (as vezes bobas, mas singelas) bacaninhas também :).

    bjbj , em breve passarei n oseu blog com todo carinho, estou me organizando <3

  11. "TU ACABOU DE DAR UM CHUTE COM TAPA NA CARA BÔNUS DE QUEM FICA FAZENDO CENA PRA GANHAR FAMA E SE MOSTRAR " JOVEM, TO RINDO DEMAIS AQUI. CAÍ DA CADEIRA HAHAUHUAHSUAHSUAH

    Exatamente o que disse. Até um abraço, algo simples, é capaz de mover montanhas e proporcionar um dia agradável.
    Exato. Eu sou a favor do reconhecimento, pois pessoas que são reconhecidas e se tornam famosas por isso normalmente nunca se deixam levar pelas fases do choque de realidade. Elas continuam sendo o que elas sempre foram, principalmente continuam sendo humildes do jeito que sempre são. Reconhecimento/Fama deveria ser consequência da qualidade e dos atributos da pessoa e não um jogo de egos e materialismo puro ostentador por aí.

    ps:Obrigada, estamos muito felizes sim. <3
    ps2:relaxa, independente de ser grande ou pequeno, o que importa é o sentimento <3
    ps3: Eu pensei em ser mais livre mesmo, já que tenho que trabalhar em outros dois sites e ainda tem a faculdade e o atual desemprego que bateu em minha porta ç.ç
    ps4: takaro né? USHUAHUSAHSUAHUSAHSUHUHSU

    Assim que eu me desenrolar, passo com carinho no blog <3 bjbj <3 o/

  12. Obrigada. Exatamente. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *