segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Enquanto estiver respirando, jamais desistirei


Olá para você, querido leitor(a) neste humilde site.
Teremos uma franca conversa hoje. 
Primeiramente, não sei de onde vem a fonte de que eu me erga depois de vários puxões de tapete, ataques nos meus projetos, fora as pancadas que a vida faz o favor de me dar com pessoas que cruzam o meu caminho nessa jornada que sempre buscamos um sentido.

Passei por um TCC em 2017, por um coração apunhalado da forma mais terrível, enganada e iludida (em várias áreas da vida), com a saúde no limbo achando que eu estava surtando com tantas coisas. Felizmente, tudo que incutiram em minha mente por anos tentando me enganar era mentira como uma forma de me sabotar, principalmente que eu nunca seria boa o suficiente e de nada do que eu fizesse iria chegar aos pés de alguém.  E conseguiram. Toda vez que conquistava algo pelo reconhecimento, me jogavam no chão. Perdi anos da minha vida mas venho buscando me recuperar em pouco tempo em um tempo record.  Parece que no momento que eu reencontrei a verdadeira pessoa, que nunca deveria ter deixado para agradar outros, dentro de mim. Aposto que a Beatriz do passado deve estar extremamente orgulhosa de ter sido encontrada novamente. Com o tempo, devo fazer conteúdos sobre essa minha experiência, sempre pautada com toda a ajuda médica que tive. Uns anjos.

Depois de muito comer o pão que o diabo amassou, comecei a receber os frutos maravilhosos do meu plantio em 2018 - e ao mesmo tempo aguentando ainda muitos dilemas principalmente nos consultórios médicos que devo levar por longos tempos  - na minha área de trabalho, propostas maravilhosas, conseguir depois de juntar muito e ficar dura por isso - começar os cursos dos meus sonhos, missões executadas, cobrir eventos (blizzcon 2018 foi um deles remotamente), dentre tantas outras coisas. Mas o site havia entrado em Hiatus.

Mas por qual razão o Heyuuko havia entrado em hiatus?


Em 2013 ou 2014, já não me recordo bem o ano, meu primeiro projeto, que teve boa relevância no universo da cultura pop japonesa, foi hackeado. Denunciaram minhas redes em massa, pois naquele tempo haviam muitos caras que não aceitavam que uma moça não cedesse aos assédios para que pudesse cobrir eventos e levar conhecimento para o próximo. Aquilo foi um choque para mim e tive um apoio maravilhoso de toda a equipe desse site. Mas depois de perder suados números e de tantas outras questões, deixei por hiatus, tal como está até hoje, esse site. Ah, nem mencionei que roubaram o domínio do meu site e pediram dinheiro, não é? Ainda bem que os tempos mudam....

O heyuuko passou por algo parecido apenas no site. Eu perdi tudo, exceto os backups de post pois eu tenho TOC com isso. O desânimo foi grande ao ponto de pensar que fosse tudo de novo e minha saúde já não estava a mesma como em 2013/2014. Respirei fundo, coloquei em manutenção e me dediquei as lives e eventos e de forma esporádica, sem acabar com o resto de saúde que ainda estava estabilizado. E posso dizer que estou forte e resiliente com o mesmo vigor daquela menina cheia de sonhos quando terminou o ensino médio em 2010.

2019 É o ano da continuação do que nunca deveria ser interrompido: Meus sonhos, minha carreira, meus desejos. É incrível que com o limbo que fiquei nesses anos, em menos de um ano eu tenho evoluído tanto em uma paixão: fazer arte. Ou que minhas capacidades em jogo tenham melhorado absurdamente simplesmente por estar me amando, cuidando de mim, me tornando a resiliente e forte de novo que sempre fui.

Até mesmo artigos e coberturas de evento voltaram com o mesmo brilho e encanto da minha era de ouro! E ter feito o Ecoponto Rio de Janeiro acontecer com outros Capitães? Me deu ainda mais fôlego!

Mas eu não conseguiria nada disso sozinha.


Por mais que tentassem me moldar a ser uma pessoa competitiva, eu não sou. Isso faz mal até para minha alma. Eu sou completamente cooperativa. Odeio essa ideia de crescer sozinha. Exemplo disso são algumas colegas aqui do meu site que, escrevendo e possuindo o seu portifólio aqui, conseguiram oportunidades de trabalho. E isso com menos de um ano de conclusão da faculdade - coisa difícil no Rio de Janeiro.  Ou outros influenciadores, gente que possui seu próprio negócio e por aí vai, que com minha ajuda, meus serviços e o reconhecimento que me deram pelo meu trabalho estão evoluindo de forma linda, que me orgulham. Assim como uma mãe se orgulha de um filho.

Sem contar profissionais nos quais sempre tive admiração, de diversos ramos, que mostraram meu grande potencial e meu diferencial. Desde pessoas com mestrado até pessoas de empresas nas quais é o sonho de qualquer um trabalhat.

Nem todo mundo entende esse sentimento ou seus problemas de saúdes que você luta desde que se entende por gente. Muitas pessoas maravilhosas passaram e estão na minha vida, mesmo que o contato seja limitado pela correria atualmente. No meu ambiente de trabalho, na internet, nos encontros e desencontros da vida e até desde a infância.  Eu adoraria listar todos, mas é praticamente impossível e seria injusta com alguns pois acabaria esquecendo algum nome.

Vocês possuem uma importância absurda na minha história e me motivam a ajudar os outros assim como me ajudaram. Obrigada por "salvar essa humilde vidinha de uma moça dentre milhares".

Talvez seja essa a motivação para continuar.

Acreditam no meu potencial, no meu caráter, na minha integridade, no meu trabalho.
Na minha sinceridade e amor com cada traço, cada conversa em live, cada escrita, cada ação em jogo.
As mensagens no qual recebo movem meu coração. Saber que faço os outros felizes ou mais informados, motivados a continuar algo, é enriquecedor.

Esse é um legado que quero deixar e que outros continuem também depois de mim.

Obrigada por não desistirem de mim.
Não desistirei de vocês.

Um /kiss e nos vemos na próxima matéria e nas lives.
E se for em algum evento em que eu esteja, por favor, venha me abraçar.
Quero que sintam o mesmo calor que tento passar por trás dessa tela.