segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Civilization - O Turn-Based Strategy que merece seu coração

Sem dúvidas, Civilization é um jogo que eu tenho o prazer imenso de estar pensando estrategicamente a cada turno sem que eu me canse de forma alguma, podendo ficar horas ou dias nele.

 Ok, eu sou uma apaixonada por civilizações, cultura e história e sou suspeita para falar? Sim, porém não digo nada mais além da verdade. Com todo o respeito a Age of Empires, Terra Militares (saudoso jogo de browser nos mesmos moldes onde jogava de Egípcia, claro) e outros, arrisco dizer que Civilization é o melhor jogo da categoria. E quando um jogo é bom para mim, tenha a certeza que eu começo um processo de evangelização pois esse jogo merece estar na vida de muitas pessoas.

Imagine que legal você estar como uma personalidade da história mundial e do nada em sua cidade nasce o Leonardo da Vinci e leva um legado para seu povo e para a humanidade? Ou entender de certa forma, como aconteciam os períodos que nós dividimos quando estudamos história e o que foi desenvolvido cientificamente, economicamente e por aí vai? Nossa, poderia viajar horas falando de inúmeros paralelos do mundo real. Até porque é baseado no mundo real, não é mesmo?

Com isso, venho trazer um pouco de luz aos corações explicando um pouco sobre algumas noções do jogo e regras para aqueles que querem adentrar e ter sua civilização.

Obs: Irei falar do Civ5.

Menos é Mais


É de uma tentação imensa começar seus primeiros jogos em um mapa grande, porém recomendo que se inicie com um  "pequeno".  A vantagem de uma cidade menor é que eles não apenas reduzem a quantidade de estruturação que demora para ligar uma cidade a outra e preparar para que se nivele com a capital. Isto pode de certa forma atrasar o jogo. Idem para dificuldade. Com menos, você consegue elaborar um melhor planejamento e utiliza de uma boa estratégia até a expansão de sua cidade, com a segurança de que você conseguirá expandir com estrutura.
E eu sei que a primeira coisa que você vai querer fazer é expandir. A coisa mais preciosa em um mapa da Civilização é a questão das cidades. Quanto mais cidades você tiver, mais ouro e pesquisa você gerará. Quanto maior o seu território, maior a probabilidade de possuir recursos estratégicos necessários. Portanto, construa os colonos cedo (com o estranho trabalhador para construir estradas entre suas cidades) e, ao adotar políticas sociais, comece com a Tradição, que concede bônus expansivos. Não pare de se expandir até começar a perder dinheiro e / ou criar infelicidade mas voltando ao que disse anteriormente, faça com planejamento e calcule o tempo certo de evolução para que algo não lhe atrase.


Não ignore a Felicidade 

Sua civilização deve sempre ser feliz, por isso este item exige extrema atenção.  Nos jogos anteriores ao Civilization V, ter cidadãos infelizes não havia "muito problema", mas aqui isto pode te prejudicar de forma terrível. No começo, você sofrerá  uma redução em seus ganhos e produção e se você não der importância, rebeldes aparecerão e causarão imensa confusão. É tentador ficar focado só no ouro e na produçã0 porém a felicidade é a primeira coisa com a qual você precisa se preocupar, porque é o mais difícil permanecer no topo .


Fé auxilia na felicidade

A religião é bem bonita no jogo, contudo pode ser uma poderosa ferramenta diplomática e cultural, para não mencionar uma boa fonte de felicidade para o seu próprio povo. Então, assim que você terminar de expandir sua civilização, concentre-se em construir santuários e templos para encontrar uma religião e começar a espalhá-la. Se outra religião ultrapassar o seu  antes de você ter a chance de propagar o seu, você estará em desvantagem pelo resto do jogo.
É difícil escolher um caminho de pesquisa dominante, uma vez que ele realmente varia dependendo do seu estilo de jogo, mas relacionado ao meu ponto de expansão acima, eu acho que o mais benéfico para o seu sucesso a longo prazo é ser o primeiro a possuir  navegação perante os demais (Um beijo para os portugueses que foram os pioneiros na navegação em nosso mundo real). Quem quer que possa se aventurar através dos mares primeiro, potencialmente encontrando continentes novos e vazios (ou pelo menos ilhas estrategicamente vantajosas) onde você pode dobrar o tamanho de seu império, tem uma enorme vantagem sobre aqueles civis presos no velho país.
 No equivalente a políticas sociais, pode ser tentador escolher tudo o que é oferecido. Não faça isso. TENHA FOCO!
 
Se você começar uma árvore, termine. Você pode obter o impulso ocasional de pegar uma política de cada escolha, mas você só vai receber os bônus realmente bons, completando um ramo de política social inteiro.
Não ignore o sistema de rotas comerciais na expansão Brave New World. Se você tem quatro rotas de comércio disponíveis, construa quatro caravanas ou navios de carga. Se você tiver doze, construa doze. Você não apenas ganhará dinheiro com isso, mas também será uma boa maneira de espalhar sua religião (e obter um leve impulso científico também). Se você puder manter o comércio de ouro fluindo para a maioria do jogo, pelas épocas industriais e modernas, você terá milhões em ouro.


Espero que tenham gostado do resumo. Futuramente, trarei em vídeo o conteúdo! <3